Blog

Criatividade . Empreendedorismo . Marca Pessoal

Qual é a minha diferenciação?

Sou uma pessoa de inúmeras paixões. Adoro falar, escrever, ler. Quero sempre saber um bocadinho de tudo, ter uma opinião, algo a dizer. Gosto de tanta coisa em simultâneo que se torna difícil dizer o que tenho de especial. Sou a única? Não? És igual? Então, este texto é para ti.

Gosto de rock, mas divirto-me imenso a ouvir pop. Sou fã de Carlos do Carmo, mas adoro cantar Anitta. Isto podia ficar pelo universo musical, mas não. Costumo dizer que tenho gostos muito eclécticos, soa-me bem. Isto é, gosto de coisas e pessoas de natureza bastante diversa.

É isto que me torna única? Também. Mas é isto que me diferencia? Não.

É comum termos gostos diferentes, paixões variadas. Principalmente, quando és empreendedor(a) é natural que o teu espírito seja livre, criativo, dinâmico. Lá está, pouco focado em padrões, quadrados e regras. Somos fora da caixa e isso é fantástico.

Fantástico e confuso. Sim, confuso porque quando o assunto são negócios a nossa mente tem de ser treinada para ser mais objectiva, as nossas ideias devem ser puxadas para a terra, concretizadas em acções e ideias práticas, lógicas, reais.

Por isso, se para uns viver no abstracto é imensamente doloroso. Para outros, sair dele é dificílimo.

Obviamente pertenço ao segundo grupo, mas tive de encontrar estratégias que me puxassem para a realidade, para o concreto e palpável.

Assim sendo, mais do que saberes o que te diferencia do comum dos mortais, tenta perceber como podes usar isso a teu favor, como uma força, como uma diferenciação prática, concreta e perceptível aos olhos dos outros.

O que podes oferecer de diferente? No que és imbatível?

1. Faz uma lista de tudo o que detestas

Não gostas de desporto, política ou finanças? Escreve.

Escreve uma lista de temas, assuntos, tarefas, experiências, atitudes, o que seja. Incluí aqui tudo o que te aborrece, aquilo de que menos gostas.

Podes também somar a esta lista assuntos que te são indiferentes. Coisas que não gostas muito, mas que também não te irritam.

2. Faz uma lista de tudo o que adoras

Eu adoro bonecos animados, sou apaixonada pelo universo Disney. Não consigo viver longe do mar e preciso de luz para me sentir plena e feliz. Podia viajar 6 meses do ano, mas não os faria seguidos, porque adoro regressar a casa.

A minha lista é infinita. Cria a tua e descobre tudo o que gostas, o que mexe contigo de forma positiva, o que te apaixona.

Escreve tudo aquilo de que podias estar horas a falar sem interrupções. Escreve sobre o que mais gostas de ler, sobre o que mais gostas de pesquisar, saber, ver. No que investes o teu dinheiro? No que investes o teu tempo? No que gostarias de investir?

Cria a tua lista de paixões, desejos e sonhos.

3. Identifica as tuas forças

Depois de perceberes o que não gostas e quais são as tuas paixões, identifica as tuas forças.

Na tua lista de paixões, há tópicos que podem originar um casamento feliz?

Isto é, tens paixões que se podem associar entre si?

Mesmo que não sejam somas óbvias ou ligações directas e esperadas. Pensa de que forma podes relacionar os teus gostos.

Cria casamentos inusitados, ideias inovadoras. Mantém a mente aberta a novas opções. Afinal, a tua diferenciação pode surgir exactamente disto: da tua capacidade de criar algo novo através da soma do que individualmente é comum.

4. Reforça o que te torna diferente

Não deixes que a timidez de assumir a diferença boicote a inovação.

Reúne este mix de forças e paixões num único projecto, numa única ideia. Depois, assume isso. Assume essa responsabilidade. Não sejas de meio termo, vai com tudo, “entra a matar”.

A tua diferenciação é o que te pode distinguir, o que te pode tornar única/o, especial, a “última bolacha do pacote”. É isso que fará com que a tua marca pessoal, o teu nome, a tua imagem e a tua presença sejam imbatíveis.

Não há competição nem concorrência para quem é único.

[Achas que a Oprah está preocupada com facto de ser multi-facetada, ter inúmeras paixões e ideias que nunca mais acabam? Não. Somou tudo, anulou as suas fraquezas e dedicou todas as suas energias a reforçar as suas forças, as suas paixões, a sua diferenciação. Sê a Oprah, ao teu jeito, ao teu estilo, no teu momento.]

5. Comunica a tua diferenciação

Constrói conteúdo, serviços e produtos que tornem esta diferenciação concreta, palpável, real.

És louca/o por moda, mas adoravas viver uma aventura e partir numa viagem de mochila às costas? Possível solução:

  • Cria um canal de YouTube onde ensinas a criar diferentes looks com peças repetidas
  • Em troca de um email oferece uma checklist com tudo o que é essencial levar numa mochila de viagem
  • Cria newsletters com o teu “diário” de viagem, sítios que visitas, locais que aconselhas
  • Usa as redes sociais para construíres uma relação de proximidade com os teus seguidores, publica aventuras e desventuras da tua viagem, partilha fotografias e vídeos dos locais incríveis por onde andas, mostra também os menos bonitos, conta o que comes, fala das pessoas com quem te cruzas
  • Vende um curso online em que ensinas a organizar uma viagem completamente independente, a construir um guia de viagem organizado, seguro e económico, a preparar uma mochila com tudo o que é essencial sem que o estilo e conforto fiquem comprometidos, ensina técnicas para tirar fotografias incríveis com o telemóvel, etc.

Associa “moda” + “viajar de mochila às costas” num único projecto e vê que ideias surgem depois disso.

Comunica o que te torna diferente, através do conteúdo que ofereces, nas plataformas em que estás. A tua diferenciação deve ser o que dizem de ti quando não estás presente. É o motivo pelo qual tens seguidores, uma marca, um negócio.


Precisas de ajuda para construir uma marca pessoal rentável?

Envia-me um email com as tuas questões para hello@annieway.pt

Gostaste do texto? Partilha-o.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Segue-me nas redes sociais.