fbpx

Manifesto

Acredito que a criatividade e as melhores ideias surgem como de um manifesto – um manifesto de emoções, sonhos, histórias e medos.

Sim, medos. O medo compõe o manifesto, mas é a paixão que lhe dá vida.

O que vais ler aqui, não foi escrito para ti, escrevi para mim. Escrevi para compreender a minha própria mensagem. Mas, ao lançar este blog, decidi tirar este texto da gaveta digital e dar-lhe vida, através da tua voz.

Manifesto

Se voltar a ser criança, farei do impossível algo simples, darei vida aos contos de fadas, sonharei com finais que são inícios, mas que se querem felizes, para sempre.

Se voltar a ser criança, farei dos sonhos realidade,  dos problemas desafios. Voltarei a viajar só com um “era uma vez”, transformarei a sorte em magia, o acaso em destino. Praticarei o bem não importa a quem porque, afinal,  sou heroína de uma qualquer história de encantar.

Se voltar a ser criança, os jardins terão mais flores, os pássaros cantarão músicas de amor e o vento terá cores.

Com sorte isto vira moda e, se a moda pegar, contarei a minha história a toda a gente. Darei festas porque chegou a segunda-feira. Colocarei toda a minha energia numa única gargalhada e farei de um gesto de amor, um gesto diário.

Se a moda pegar, vestida de preto, pintarei o mundo às cores. Não me levarei tão a sério, irei atirar a cada dilema um desafio: “pedra, papel ou tesoura”. Passarei os dias cantando, mesmo que fora de tom.

Se a moda pegar, o trabalho vai acabar. Iremos, todos, simplesmente, brincar. Estaremos preparadas/os para cada recomeço, diremos mais vezes sim e teremos menos vergonha de um tropeço. Não ligaremos ao que dizem, estaremos dedicadas/os a ser quem somos, como queremos.

Se a moda pegar, talvez este manifesto perca o sentido. Mas, nesse dia, saberei que fiz o que tinha prometido.

manifesto

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *