fbpx

De robot a Rockstar

“Os dois dias mais importantes da tua vida são: o dia em que nasces e o dia em que descobres porquê.” Mark Twain

Sem porquê somos verdadeiras/os robots da rotina, dos hábitos e costumes. Fazemos o que é suposto, vivemos como é normal. Somos partes do todo, não somos nada individual.

Perceber qual o nosso papel aqui é a regra principal do jogo. Um rockstar é alguém que não segue o padrão, é alguém que se destaca por ser única/o no que é, no que faz e, inclusive, no que conquista. É uma pessoa que cria o seu próprio espaço, que tem a sua própria identidade e que não passa de forma indiferente perante os outros, as situações e a vida.

Está tudo bem se hoje fores um robot; porque se hoje és robot, amanhã podes ser rockstar. É tudo uma questão de auto-conhecimento, escolhas, estratégia e comunicação.

Concentra-te no que fazes melhor

O quê que fazes que toda a gente elogia? O que fazes sem esforço? Talvez seja algo que nem consegues ver como uma oportunidade profissional de tão “básico” e simples que te parece. Mas faz uma lista das coisas que fazes como ninguém. Vale tudo, do mais simples ao mais complexo. Não te limites.

És incrível a descobrir as melhores peças nos saldos? Sabes sempre as últimas fofocas? Cozinhas como ninguém? Faz a tua lista. Depois, pensa: estas coisas estão relacionadas entre si? Estarão associadas a algo que lhes é comum?

Se sim, talvez tenhas feito bingo. Senão, continua a procurar.

Quando descobrires, concentra toda a tua energia a aperfeiçoar aquilo que já fazes de forma naturalmente incrível. Estuda, trabalha, investe em ti e no teu conhecimento. Garante que sabes o máximo possível sobre aquilo em que te queres tornar badass, porque (convenhamos) só assim serás.

Faz luxo nos teus defeitos

Não escondas os teus defeitos, usa-os como diferenciação, usa-os a teu favor. Não serão um problema se estiveres bem resolvida/o com eles. Não serão uma fraqueza se os assumires de boca cheia. Não serão defeitos se os usares como características.

Não faças para ser normal

Ser normal é ser mediano. Ser normal é ser comum. Ser normal é ser um robot. Por isso, pára de te tentar encaixar e começa a criar o teu próprio espaço.

Afinal, conheces alguém que admires que seja “normal”? Conheces alguém que seja absolutamente incrível no que faz e seja “normal”?

Não há rockstars normais. A anormalidade faz parte da performance, por isso, usufrui.

Aprende a admirar-te

Não no sentido egocêntrico, mas no sentido crítico. Isto é, sai dos teus sapatos, sai do teu corpo, sai de ti. Olha para ti de fora e percebe quem és, do que gostas, o que fazes, que mensagem queres transmitir às pessoas, com quem queres conversar, o que queres conquistar. Olha para ti com um olhar crítico e estratégico. Percebe o que tens a melhorar, o que tens a aproveitar e o que podes fazer para começares a ser hoje quem queres vir a tornar-te.

Ouve-te. Vê-te. Admira-te.

Esquece o perfeccionismo e foca-te em questões práticas: estou a ser quem quero ser? As minhas escolhas e acções levam-me na direcção em que quero ir? No caminho em que estou tenho potencial para chegar ao destino com que sonho?

Depois, não te culpes. Responsabiliza-te. Muda o que há para mudar e sente-te grata/o pelo que já estás a fazer bem. E se hoje não sentires que esteja nada certo, muda algo (por mais pequeno que seja) e fica grata/o só por teres tido essa força de decidir e fazer.

Lembra-te que até o maior maratonista começou sem saber andar.

Por isso, dá-te tempo, respeito e amor. Aceita, mas não te acomodes. Puxa por ti, força-te a dar o teu melhor, mas sem neuras.

Trata-te como tratarias alguém que amas. Não sejas injusta/o, dura/o e demasiado exigente. Motiva-te, entusiasma-te, leva-te a agir de uma forma positiva. Não sejas tóxica/o e destrutiva/o.

Acredita na sorte, mas não dependas dela

Lança-te nas redes sociais, expõe-te, comunica, cria relações próximas que te potenciem, que te elevem.

Não fiques sentada/o à espera que surja alguém a reconhecer o teu talento. A tecnologia mudou completamente esse cenário. Hoje, não precisas de um óptimo contacto ou de um enorme investimento para expores quem és, o que fazes melhor, no que acreditas e o que queres conquistar.

Joga a tua vontade para o universo. Joga a tua imagem para o mundo.

Acredita em ti antes mesmo de teres alguém a confiar. Acredita no que queres, mesmo que todas as evidências apontem na direcção contrária. Faz para seres a/o melhor, faz para seres incrível, faz para seres um(a) rockstar e jamais irás depender da sorte (mas, naturalmente, vais perceber que ela estará a teu lado).

Trocando & Baralhando:

  • Tens tudo o que precisas para brilhar e o que falta consegues a trabalhar.
  • Define quem queres ser, como queres ser vista/o e o que queres conquistar.
  • Acredita e faz tudo o que tiver ao teu alcance para que os outros também acreditem. Comunica, comunica, comunica. Constrói relações, expõe quem és e usa as redes sociais como plataforma de branding e networking!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *